Black Friday: 10 sinais de que a sua loja virtual está preparada

atualizado em

Prepare sua loja virtual para a Black Friday

Os números da Black Friday são animadores! Segundo dados do Ebit/Nielsen, os quatro dias de promoção em 2018 geraram um aumento de 24% em comparação com o ano anterior. Mas será que sua loja está preparada para tantos pedidos e acessos?

A oportunidade de vender muito é única e sua loja virtual não pode ficar fora do ar. Portanto, ter uma plataforma hospedada em um servidor robusto e que suporta aumento de fluxo de usuários é o básico para começar.

Continue a leitura e conheça 10 sinais de que sua loja on-line está preparada para a Black Friday!

1. O design da loja é responsivo

O site responsivo está preparado para receber usuários oriundos de qualquer meio de comunicação — computadores, tablets e smartphones — e oferecer todas as suas funcionalidades mantendo o nível positivo de experiência de compra.

Essa é uma funcionalidade importantíssima para qualquer loja on-line que deseja estar preparada para a Black Friday. Por meio de dispositivos móveis, qualquer pessoa paga compras, adquire produtos e faz inúmeras outras atividades.

Segundo uma pesquisa da empresa Compre & Confie, focada em segurança digital e inteligência de mercado, o total de compras feitas on-line por meio de dispositivos móveis em 2018 foi 28% maior em relação ao ano anterior.

2. O sistema de busca é inteligente

O sistema de busca é algo que todo e-commerce tem — ou deveria ter —, mas nem sempre recebe a atenção necessária dos varejistas. Aquela caixinha com uma lupa do lado precisa ser inteligente e facilitar a vida do usuário.

Além de você categorizar corretamente seus produtos de acordo com as características principais e secundárias, deve possuir um sistema de busca que completa de modo automático o que o usuário está digitando — e quem sabe até sugerir alguns itens.

Após pesquisar um termo ou nome de produto, o usuário é levado para a página de busca. Ela deve apresentar os resultados e, de preferência no lado esquerdo, um menu com os filtros de categorias e outras características.

3. A gestão de pedidos é automatizada

O alto volume de pedidos efetuados na Black Friday não pode comprometer a eficiência de sua gestão de pedidos. Sendo assim, é fundamental que você automatize tarefas como envio de código de rastreamento e cancelamento de pedidos não pagos.

Tarefas automatizadas oferecem mais tempo para que sua equipe se dedique às estratégias do negócio. Os clientes podem receber por e-mail todas as informações referentes às compras que fez — sem a necessidade de interagir com alguém.

Da mesma forma, o cancelamento de pedidos não pagos libera os produtos para que outras pessoas possam comprar. É o fim da preocupação com a aprovação ou não da compra pelo emissor de cartão ou o banco.

4. Os produtos estão relacionados

Muita gente guarda dinheiro para aproveitar as ofertas da Black Friday. E isso não é suposição! Em 2018, o ticket médio foi o maior de todas as sazonalidades e teve aumento de 13,9% em relação ao ano anterior.

Essa predisposição do consumidor indica que você pode vender mais. No entanto, é preciso ter uma plataforma inteligente que relacione os produtos por fatores como complementaridade ou similaridade.

Ao visualizar as informações de uma bolsa, por exemplo, a usuária pode ter acesso a produtos relacionados como cintos, sapatos, joias e outros que combinem. Mas também pode ver uma bolsa no mesmo estilo e com maior valor agregado.

5. O checkout é simplificado

Se você realmente deseja vender bastante na Black Friday, sua loja precisa oferecer um sistema de checkout simplificado. Quantos menos cliques o usuário der, melhor para os resultados das suas vendas!

O checkout no e-commerce deve acontecer, de preferência, em uma única tela. Desse modo, o usuário ganha agilidade e não tem sua atenção capturada por qualquer outro fator. Tudo precisa ser simples e rápido, para que a venda aconteça logo.

6. As soluções de pagamento são diversificadas

Chegou o dia da Black Friday, você caprichou nas ofertas, os clientes viram e estão empolgados, mas suas soluções de pagamento são restritas. Esse detalhe pode prejudicar seus resultados.

O usuário que deseja gastar fará isso utilizando qualquer meio. Por isso, é fundamental que você diversifique suas soluções de pagamento e disponibilize o máximo de opções para que a venda aconteça!

7. Os dados dos clientes estão seguros

O alto volume de pedidos da Black Friday é acompanhado pelo aumento na quantidade de tentativas de fraude. Somente em 2018, segundo dados da Clear Sale, foram evitadas fraudes que somavam R$ 849 mil.

Na contramão de falsos lojistas que aparecem somente nessa época do ano ou daqueles e-commerces que não reforçam a própria segurança, você deve criar o máximo de barreiras para que sua loja on-line seja um ambiente confiável.

A escolha de uma boa plataforma de e-commerce com robustos sistemas antifraude é o caminho de quem deseja preservar os dados dos seus clientes.

8. As integrações com ERP e marketplace estão prontas

Um sistema integrado de gestão empresarial (ERP) possibilita a padronização de processos em todas as áreas do seu e-commerce e aumenta a eficiência da operação por meio do correto gerenciamento dos recursos.

Esse tipo de ferramenta torna seu negócio mais estratégico, pois você pode estabelecer indicadores para acompanhar cada resultado.

Também é importante ter seu e-commerce integrado com os principais marketplaces até a Black Friday. Esses shopping centers virtuais aumentam a visibilidade dos seus produtos e maximizam as vendas.

9. As ferramentas de marketing funcionam

Sua loja on-line deve ter ferramentas de marketing que estimulam ainda mais as vendas, como cross sell e upsell. São elas que dão suporte às combinações citadas no tópico 4 deste artigo, por complementaridade e similaridade — aumentando o ticket médio.

Outra ferramenta de marketing que precisa estar funcionando em seu e-commerce — não somente na Black Friday — é a lista de produtos vistos recentemente. Ela facilita a vida de usuários que não compraram itens em um primeiro momento.

10. Os relatórios estão sempre à disposição

Todas as vendas de sua Black Friday devem ser acompanhadas em um painel que apresenta tanto o resultado geral quanto os números segmentados. Desse modo, é possível visualizar em tempo real o que acontece e tomar decisões mais rapidamente.

Relatórios são essenciais para o futuro de qualquer negócio. Em e-commerce, eles podem apontar exatamente o que as pessoas procuram e apresentar um panorama com as vendas e os itens em estoque.

Sua loja on-line está preparada para a Black Friday?

O ideal é que sua plataforma de e-commerce tenha todas essas funcionalidades — garantindo tranquilidade para você se dedicar às estratégias do negócio.

Aumente sua receita vendendo on-line com uma plataforma que facilita o seu trabalho e não cobra comissões sobre vendas. Deixe essas e outras questões técnicas com a JN2! Fale com um expert e conheça nossas soluções.

Você também pode se interessar