Como funciona um e-commerce? 10 dúvidas para você esclarecer já!

atualizado em

Como funciona um e-commerce

Por mais que as lojas virtuais já sejam muito populares e amplamente utilizadas pelos consumidores, especialmente depois do isolamento social imposto pela COVID-19, muitos empreendedores ainda têm dúvidas sobre como funciona um e-commerce.

É indiscutível que o comércio eletrônico é muito vantajoso, seja pela inexistência de barreiras geográficas, pela possibilidade de vender em tempo integral ou pelos menores custos com infraestrutura. 

Isso não significa, porém, que sua adesão possa ser feita sem alguns conhecimentos básicos e cuidados especiais. Como em qualquer segmento do mercado, o e-commerce possui suas próprias características, peculiaridades e demandas. 

Para que você saiba como funciona um e-commerce e tenha sucesso na área, a seguir, entenda como uma loja virtual funciona, quais são as dúvidas mais comuns sobre o assunto e seus cuidados mais importantes!

Como abrir uma loja virtual

Como funciona um e-commerce?

Para iniciar uma loja virtual, primeiro escolha por uma boa plataforma de e-commerce. É ela que permite que a loja seja criada com a identidade da empresa e possa realizar suas operações, como o cadastro e categorização de produtos.

Tão importante quanto essa escolha também é a criação do estoque. Lembre-se que todos os produtos cadastrados e anunciados em sua loja precisam estar disponíveis, para que os clientes não fiquem frustrados.

Quando os consumidores chegam à loja, eles precisam navegar de forma simples e intuitiva pelo site. O carrinho virtual deve funcionar bem, permitindo que o usuário navegue por outras páginas sem perder os produtos já separados, assim como o checkout, para que a finalização da compra seja rápida e apresente todas as informações necessárias.

Essas funcionalidades também devem ser garantidas por uma boa plataforma de e-commerce, que precisa fornecer possibilidades integradas de pagamento com total segurança dos dados.

Após o pagamento da compra, a plataforma emite um alerta para que o lojista separe a mercadoria, a embale e envie para o comprador. É recomendado que em cada etapa, desde a confirmação, até a liberação do produto e seu envio, o cliente receba feedbacks através de e-mails, para que se sinta mais seguro.

Esse tipo de interação também é promovida e facilitada por boas plataformas, assim como as próprias estratégias de vendas para e-commerce, que permitem integrar a divulgação da loja e fazer com que novos clientes a encontrem.

Entre os principais meios de divulgação, destacam-se o e-mail marketing, links patrocinados, otimização para mecanismos de buscas, redes sociais, blogs, entre outros.

Essa é uma noção básica sobre o funcionamento de um e-commerce e as responsabilidades dos lojistas, mas as possibilidades ainda são muito amplas! 

No próximo item, confira as dúvidas mais comuns de quem quer entender tudo sobre como funciona um e-commerce.

Quais as dúvidas mais comuns de quem quer começar a vender na internet?

Muitas dúvidas ainda são recorrentes entre os empreendedores que desejam começar a vender online. Para que você descubra como funciona um e-commerce em seus detalhes mais relevantes e não erre ao dar início às suas operações, confira algumas das questões mais comuns e importantes sobre o assunto:

Quem administra a loja?

Como mencionamos anteriormente, por meio de uma plataforma de e-commerce, você mesmo poderá cadastrar as mercadorias, atender aos pedidos e receber os pagamentos.

Isso significa que o responsável pela administração da loja é o próprio empreendedor ou um funcionário designado, que também precisa comprar os produtos, gerenciar seu estoque e enviá-los para os clientes.

Quem monta a loja?

Graças às ferramentas disponibilizadas pelas plataformas de e-commerce, você mesmo pode montar a sua loja. Basta personalizar o site de acordo com sua identidade, criar as categorias e cadastrar os produtos.

Quem cadastra os produtos?

Os próprios donos do e-commerce podem cadastrar os produtos e separá-los por categorias. As plataformas tornam todo o processo simples, rápido e intuitivo.

Quem controla o estoque?

Conforme também já mencionamos, o próprio empreendedor dono da loja pode realizar o controle de estoque.

Contudo, é preciso ter cuidado para que nenhum produto indisponível seja anunciado. Para isso, o gerenciamento pode ser feito através de planilhas ou sistemas próprios para essa finalidade. Em muitos casos, a plataforma também integra esse tipo de gestão.

Quem vende os produtos da loja?

Os clientes fazem as compras por conta própria no e-commerce, sem o auxílio de vendedores. Apesar disso, é fundamental ter um Serviço de Atendimento ao Consumidor bem estruturado, para sanar quaisquer dúvidas sobre o produto ou sobre a própria empresa. 

Lembre-se de que qualquer dúvida pode fazer com que as pessoas desistam de uma compra, por isso, utilize excelentes fotos e capriche nas descrições, oferecendo informações claras e completas sobre a mercadoria. 

Quem entrega os produtos?

Você também é o responsável pelas entregas. O ideal é avaliar diferentes opções de envio e seus custos, determinando qual é a mais vantajosa para seu e-commerce.

Os Correios são mais recomendados para quem está começando, mas também é possível contratar transportadoras ou mesmo serviços de motoboy.

Como receber por produtos vendidos?

As melhores plataformas de e-commerce já são integradas à gadgets de pagamento, que incluem opções de cartão de crédito, boleto, débito em conta, etc.

Dessa forma, a própria ferramenta orienta os consumidores no processo de compra e direciona o valor a ser recebido para a loja, garantindo mais praticidade e segurança em toda a operação.

Como efetuar devoluções de produtos e/ou reembolsos?

Os reembolsos podem ser realizados pelas próprias ferramentas de pagamento integradas à loja. Já a devolução deverá ser custeada por você.

Por lei, os clientes têm até 7 dias para se arrepender de uma compra e devolvê-la. Nessas situações, ou mesmo em casos de mercadorias com defeito, você precisa solicitar a devolução por correio e arcar com as despesas. Para saber como agir em cada situação, é muito importante que você entenda como funciona a política de troca e devolução no e-commerce.

Como calcular o frete?

O cálculo do frete também é uma responsabilidade do empreendedor. Geralmente, os custos de entrega dos Correios são calculados na própria plataforma de e-commerce. Para transportadoras, o ideal é solicitar uma tabela de valores. 

Além disso, você também pode escolher uma das soluções do mercado que realizam esse cálculo automaticamente, para diferentes formas de entrega.

Como emitir recibos e notas fiscais?

A emissão de recibos e notas fiscais ocorre como em qualquer empresa: trata-se também de uma responsabilidade do próprio empreendedor. O mais recomendado é que a loja conte com o auxílio de um contador, que determinará o melhor meio de enviar a nota para os consumidores.

Quais os cuidados mais importantes para os novos empreendedores da área?

Depois de estudar como funciona um e-commerce, de garantir o pleno funcionamento de sua loja e passar por todo o processo inicial de implementação, procure adotar melhorias constantes. Lembre-se que um e-commerce jamais será estático, e que as atualizações e mudanças na área são contínuas.

Mais do que investir em marketing digital, para que as pessoas realmente encontrem suas soluções, como mencionamos anteriormente, procure também observar os fatores que têm influência direta nas experiências de compra.

Monitore as páginas e produtos que as pessoas mais visualizam, para entender melhor os interesses de seu público. Analise também o comportamento dos usuários nos buscadores, nas redes sociais e em outros canais, compreendendo como novos clientes chegam até você.

Além de reconhecer e atender às demandas do público, faça a lógica inversa: por que alguns clientes não efetuam compras em sua loja? Quais processos oferecem dificuldades ou não são atrativos para as pessoas?

Uma boa alternativa é perguntar aos consumidores o que eles gostariam de comprar em seu site e que ele ainda não tem disponível. Isso pode ser feito através de formulários, mensagens, avisos automáticos, etc.

Seja para adotar esse padrão de melhorias e monitoramento, ou mesmo para atender a todos os pontos que têm impacto direto na experiência dos usuários, ressaltamos que a escolha de uma boa plataforma de e-commerce é imprescindível!

Lembre-se de que a plataforma será literalmente a base de sua loja, por isso é fundamental optar por soluções que sejam estáveis e robustas.

A plataforma JN2 é referência na área e oferece tudo o que você precisa para proporcionar a melhor experiência aos seus clientes!

Sem as limitações impostas pelas soluções de entrada, oferecemos tecnologia de ponta para que nossos clientes possam crescer sem barreiras, com segurança, estabilidade e atualizações constantes.

 

Quer saber como funciona um e-commerce robusto, flexível e com o melhor custo-benefício do mercado? Então, venha para a JN2 e garanta a melhor aliada para o dia a dia de suas operações!

Você também pode se interessar