E-commerce para franquias: como aumentar o número de franqueados?

atualizado em

Como aumentar o número de franqueados?

O universo do franchising está em plena expansão. Dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF) apontam que, em 2018, esse modelo de negócios cresceu 7,1%. E um dos motores desse crescimento é o e-commerce para franquias.

O consumidor atual é mais versátil e, diante dos avanços tecnológicos, apresenta novas necessidades. Uma delas é a possibilidade de comprar on-line. Afinal, nenhum negócio consegue estar presente em 100% das localidades brasileiras.

No franchising, a aposta para atender mais consumidores é a expansão por meio do comércio eletrônico — uma possibilidade que também atrai mais franqueados, pois estes enxergam uma nova oportunidade de negócio.

Continue a leitura e saiba como o e-commerce para franquias pode aumentar a quantidade de franqueados e as vendas para sua marca.

Como funciona o e-commerce para franquias?

Para as franquias, o e-commerce segue o modelo tradicional de franchising:

  • Marca: empresa conhecida e estabelecida no mercado.
  • Franqueador: pessoa física ou jurídica dono do negócio.
  • Franqueado: quem paga para usar comercialmente a marca.

O empreendedor entra nesse modelo de negócio como franqueado e você licencia a marca para que ele a utilize comercialmente. No entanto, há casos de compartilhamento da estrutura tecnológica e até de outros sistemas como logística e distribuição.

Falando especificamente sobre e-commerce para franquias, o franqueado pode ter uma plataforma para sua loja on-line que seja descentralizada. Nesse caso, ela pode atender somente uma determinada região.

O e-commerce para franquias descentralizado atende as demandas locais e evita um conflito entre diversos franqueados. Portanto, a marca pode oferecer uma loja on-line já montada e estruturada para cada unidade de sua rede.

Esse e-commerce descentralizado pode ser hospedado no portal da marca. Ou, dependendo da estratégia do negócio, a loja online pode ser hospedada em um site com endereço eletrônico exclusivo. A descentralização também pode ser estendida para a gestão de estoque.

Cada unidade de sua franquia pode ter estoque próprio para atender às suas respectivas demandas — oferecendo vantagens para sua administração.

Não entendeu? Eu te explico!

Quando o estoque é administrado pelo franqueado, de maneira independente, sua operação se torna mais enxuta. Ela precisa de menos capital para essa gestão e pode se preocupar, por exemplo, com as estratégias de comunicação e marketing dos produtos.

O e-commerce para franquias é totalmente descentralizado?

O modelo de negócios do franchising não permite que a descentralização seja completa. Pois, cabe ao franqueador a tarefa de manter a marca unida e evitar o surgimento de problemas pontuais que podem crescer e afetar a imagem da empresa.

Sendo assim, a administração do estoque segue de maneira independente, mas a franqueadora precisa acessar informações estratégicas como a posição do estoque e o número de vendas on-line de todos os franqueados.

A integração de todos os estoques possibilita o acompanhamento constante do modo como os franqueados realizam essa administração, mas principalmente obter alertas de reposição e identificar aumento ou diminuição no número de pedidos.

Essa concentração de dados é interessante porque oferece transparência para todas as partes envolvidas na franquia, além de matéria-prima para a elaboração de relatórios e estratégias de venda — como a criação de um produto voltado para determinado público ou região.

A estrutura descentralizada do e-commerce para franquias evita o conflito entre os franqueados, pois cada um pode atender a própria região. Ao mesmo tempo, todos permanecem integrados e recebendo o mesmo nível de atenção da marca de franquias.

Quais as vantagens de um e-commerce para franquias?

As plataformas de e-commerce evoluíram e estão cada vez mais seguras, incentivando os consumidores a realizarem compras on-line. Os dados da Ebit/Nielsen apontam que, em 2018, o comércio eletrônico brasileiro cresceu 12% faturou R$ 53,2 bilhões.

Esses números poderiam ter sido maiores, mas tiveram o crescimento desacelerado por eventos como a Copa do Mundo, as Eleições e a greve dos caminhoneiros. Para 2019, a expectativa de crescimento é de 15% com vendas superando R$ 60 bilhões.

Outro motivo que leva o consumidor a comprar on-line é a popularização do smartphone. Pelo navegador web ou aplicativo, as pessoas passaram a adquirir produtos e a contratar serviços usando esse dispositivo de bolso.

Para as franquias, o e-commerce representa uma expansão de suas atividades e o alcance de novos consumidores na região onde atua. Isso acontece sem a necessidade de altos investimentos em espaço físico e colaboradores.

A loja on-line funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana e pode ser acessada a qualquer momento pelo consumidor. Desse modo, o franqueado e a franqueadora ganham visibilidade a e a possibilidade de fecharem novos negócios a todo instante.

Os dados gerados por um e-commerce são mais fáceis de mensurar e gerenciar, pois toda e qualquer ação on-line pode receber um indicador de acompanhamento. É dessa maneira que sua marca obtém informações sobre o mercado e os consumidores.

A agilidade da internet diminui os esforços de venda, inclusive os financeiros, pois eles não dependem exclusivamente de mídia paga. É possível investir em crescimento orgânico por meio de estratégias como SEO.

Outra maneira de impulsionar as vendas on-line de e-commerce para franquias se dá pelo processo de atendimento da loja, que pode ser automático e oferecer diferentes meios de pagamento.

E o consumidor que entra no site, pesquisa e não compra nada, pode ser abordado fora do ambiente da loja por meio de remarketing. O interesse dele pelo produto ou serviço fica registrado e sua marca tem como fazer uma nova oferta ou oferecer descontos em outros sites que participem de uma rede de displays como o Google Adsense.

De que forma transformar isso em uma oportunidade?

O e-commerce para franquias é uma oportunidade de negócio muito atrativa para novos franqueados. Mas é preciso que você ofereça uma solução completa, com layout agradável e, principalmente, um ambiente seguro para todos.

A escolha de uma boa plataforma de e-commerce é um dos principais passos que sua marca deve dar. Essa plataforma precisa dos melhores sistemas antifraudes para garantir a segurança dos dados dos clientes e de seus franqueados.

Essas questões técnicas devem ser repassadas para uma empresa especializada em comércio eletrônico, capaz de entregar uma plataforma com todos os recursos necessários e deixar sua marca se preocupar com outros aspectos do negócio.

Aproveite a oportunidade que o e-commerce para franquias oferece para seu negócio e estude a viabilidade dessa expansão para a web.

Assine nossa newsletter e receba por e-mail outras informações importantes sobre a criação e gestão de lojas on-line.

Você também pode se interessar