Como migrar uma loja virtual para outra plataforma de e-commerce?

atualizado em

migrar loja virtual

A sua plataforma de e-commerce tem sido um problema para a operação da sua loja virtual? Esta é uma dificuldade que muitos empreendedores enfrentam. O desempenho ineficaz da plataforma é um dos espinhos que afetam diretamente a produtividade da loja. A solução pode ser migrar a loja virtual para uma outra plataforma, capaz de sanar problemas como suporte, flexibilidade de funcionalidades, instabilidades do site e capacidade de lidar com o crescimento dos acessos à loja.

É fato que existem precauções necessárias ao longo do processo de migração, mas muita calma nessa hora, pois não se trata de nenhum bicho de sete cabeças. É possível realizar uma mudança eficaz garantindo o sucesso do seu e-commerce, desde que você analise suas expectativas e objetivos cuidadosamente para não correr o risco de trocar gato por lebre. Primeiramente, leve em conta que a migração pode ser um processo um pouco longo. Por isso, antes de definir a mudança, pondere os principais motivos a seguir:

1. Problemas de instabilidade

Infelizmente, a instabilidade e os bugs inesperados na plataforma são problemas constantes enfrentados por vários pequenos e médios empreendedores do mercado digital. Algumas situações são contratempos simples facilmente resolvidos pela equipe de suporte. Mas, muitas vezes, os incidentes podem acabar comprometendo a efetivação das vendas, representando uma enorme dor de cabeça para os lojistas.

Antes de tomar a decisão de realizar a migração, considere que algumas instabilidades podem ser aceitáveis. Também é válido não se deixar levar pelas reclamações de outros empresários diante de um período de bug no sistema, pois esses registros ocorrem naturalmente frente a esta situação. Para avaliar com precisão se é hora de migrar sua loja virtual, analise alguns aspectos:

  • Em quanto tempo os problemas são normalizados?
  • Qual o custo x benefício da plataforma?
  • A plataforma oferece ferramentas integradas?
  • A plataforma tem capacidade de acompanhar o crescimento da sua loja virtual?

2. Expectativa de crescimento

Ainda que a sua expectativa seja crescer a médio ou longo prazo, compensa dar um passo pequeno e migrar para uma plataforma de perfil intermediário, por exemplo? Talvez sim, devido ao investimento exigido em um sistema mais completo, robusto e avançado. Mas saiba que nem sempre esta é a melhor opção, pois uma plataforma mediana não costuma oferecer uma boa relação custo x benefício. Na verdade, tudo depende dos seus objetivos, caso pretenda englobar novas funcionalidades indispensáveis ao crescimento do seu negócio.

Portanto, se a alteração for realmente necessária, questione a possibilidade de migrar sua loja virtual para um nível mais promissor de uma vez, já que suas vendas tendem a multiplicar e essa mudança pode alavancar, exponencialmente, o crescimento do seu negócio. Em relação ao custo da implantação, estude se é viável o parcelamento para adequar esta despesa ao seu planejamento mensal. Isso porque o aumento do consumo já compensaria o gasto com o investimento no novo projeto.

3. Problemas técnicos

Se a plataforma que você utiliza constantemente apresenta problemas técnicos, fica fora do ar, é lenta, entre outros problemas, está na hora de considerar a troca, uma vez que isso afeta a credibilidade do seu negócio. Uma plataforma que sempre dá problemas nunca vai vender na internet. A falta de suporte ou o suporte inadequado é outro problema pode impactar negativamente seu negócio, afetando os clientes. Durante o processo, os dados dos clientes também devem se manter íntegros. Por isso, se ocorrem erros nessa área você também pode ter grandes problemas.

4. SEO

O SEO (otimização para mecanismos de busca) é muito importante para qualquer e-commerce, porque o bom ranqueamento atrai mais visitantes à loja virtual, aumentando o seu sucesso ao vender na internet. Quando você troca de plataforma é importante contratar um fornecedor de confiança, pois se o processo não for conduzido da forma adequada, você pode perder o bom posicionamento no Google devido às mudanças das URLs e da estrutura do site como um todo.

3. Como migrar a loja virtual com eficiência?

Se você chegou até aqui e está convencido da necessidade de migrar sua loja virtual para outra plataforma, confira alguns quesitos imprescindíveis para uma migração eficaz nos passos abaixo.

3.1. Defina a melhor estratégia

Para eleger a melhor maneira de conduzir a transição, tente esclarecer algumas indagações simples, como:

  • Quais serão as etapas críticas do projeto?
  • Quem são os envolvidos e responsáveis pela mudança?
  • Dentro deste período, quais resultados você pretende alcançar?

3.2. Avalie as plataformas

Neste aspecto, levante os requisitos da nova plataforma de e-commerce em disputa. O ideal é criar um documento onde você possa comparar as diversas opções pesquisadas. Não se esqueça de salientar os recursos e os métodos de pagamento, além de levar em consideração todos os serviços e, também, o modelo de cobrança.

3.3. Verifique integrações e serviços inclusos

Por falar em recursos, outro assunto válido na definição da nova plataforma é a integração com sistemas de ERP, ou seja, softwares que unificam dados da clientela, vendas, processos, notas fiscais, contas a pagar e receber e gestão de estoque em um mesmo sistema. O design e a comunicação visual também são critérios que devem pautar sua decisão, assim como outras características indispensáveis:

  • Design responsivo adaptado para mobile;
  • Layout personalizável;
  • Design otimizado para conversão;
  • Opções de temas organizados em categorias;
  • Facilidade de gerenciar sua produtividade;
  • Painel administrativo prático e intuitivo;
  • Velocidade no carregamento do site;
  • Certificação de segurança e backup diário.

3.4. Certifique-se sobre o banco de dados

Por último, a bases de dados também costumam ser uma questão chave para qualquer loja virtual. É essencial que você leve sua base de clientes e leads para a nova plataforma, pois este é um ativo que você constrói ao longo do tempo e do qual não pode abrir mão.

Além da sua base de clientes e leads, logicamente você vai migrar o banco de dados dos produtos à venda na loja. No processo de migração, basta exportar um CSV ― Comma-Separated Values, que significa Valores Separados por Vírgula, ou seja, todas as informações, listas ou tabelas contidas em arquivos de texto ― e importar para a nova plataforma escolhida.

Agora que você conheceu a importância de ponderar todas as circunstâncias adequadamente antes de migrar a loja virtual, já está ciente sobre as verificações indispensáveis para concluir a transição com êxito. No entanto, trata-se de um procedimento meticuloso onde qualquer passo incorreto pode colocar em jogo seu precioso tempo e dinheiro, não é mesmo? É importante que você busque fornecedores que realmente dominem o processo de migração da loja virtual, e também saibam elevar a performance do seu negócio a um outro patamar depois que o processo for concluído. Se você tem interesse em mudar de plataforma,conheça os planos e preços da Plataforma JN2.

Você também pode se interessar