Tudo pronto para a Black Friday, mas e o pós-venda?

atualizado em

Os lojistas se preparam para a Black Friday, mas poucos pensam na chega do pós venda. Este evento cresceu exponencialmente nos últimos anos e, apesar da crise, as expectativas contrariam a inadimplência, a redução de créditos e até os índices de desemprego. As vendas da data vêm superando todas as outras e só ficam atrás das vendas do Natal.

Você se preparou, usou uma check-list inteira para criar estratégias, organizar sua empresa, melhorar o site, receber diferentes formas de pagamento, oferecer as melhores promoções e atender bem o seu cliente. Ou seja, você fez a lição de casa e agora é só esperar o dia e alavancar as vendas, certo? Mas e depois? O período após a Black Friday também é super importante!

1. Evite a inadimplência

Um estudo sobre inadimplência do Serasa apontou que 17% dos inadimplentes estão na situação por causa de descontrole financeiro e 7% porque esquecem de pagar as contas. Para não entrar na lista de dívidas não pagas dos consumidores nos próximos meses, as empresas precisam se preparar para o pós Black Friday. Depois da próxima sexta-feira, a preocupação deve ser: como receber dos meus clientes?

É aqui que entra a necessidade de ferramentas que te auxiliam a receber e cobrar as vendas feitas na data. Por exemplo, com a plataforma integrada ao software de pagamento da Vindi, você conta com a retentativa de cobrança e automatização dos e-mails e SMSs de cobrança para lembrar o seu cliente de pagar a conta.

Além de reduzir custos com o uso dessas ferramentas, você ainda economiza com boletos pagando uma única taxa por emissão e manutenção e consegue ainda as melhores negociações de taxa com as operadoras de cartão.

2. Esteja atento ao prazo de entrega

Nada de prometer prazos que não pode cumprir. Se você sabe que conseguirá entregar um produto em 10 dias, peça um prazo de 20. Se necessário, informe ainda, que os prazos poderão se estender mais devido à alta demanda da data. Transparência é sempre a melhor opção.
Seu cliente ficará mais satisfeito com o produto sendo entregue antes do prazo do que depois. Com essa margem de segurança, será possível resolver eventuais problemas de logística, postagem, etc. Além disso, você terá mais tempo para fazer as postagens, evitando erros que podem decorrer da correria pós Black Friday.

3. Trocas e devoluções

Com certeza, algum cliente vai precisar trocar ou devolver um produto. Por isso, se você ainda não tem uma política documentando o procedimento para tal, providencie. Este é um direito do cliente e quanto mais claras estiverem as condições, melhor. Se possível, envie junto com o pedido, um folder ou até mesmo um e-mail explicando os procedimentos a serem seguidos.
É importante ser atencioso e tentar resolver a situação o mais rápido possível, sempre deixando claro para o cliente os procedimentos e quando serão feitos, principalmente no que tange a devolução do pagamento, em casos de devolução.

4. Avaliação da compra

Depois da entrega, é importante também pedir um feedback do seu cliente sobre o produto adquirido por ele. Pergunte sobre o produto em si, mas também não esqueça de pedir a opinião dele sobre o atendimento, os prazos e sugestões para melhorar essa experiência.
Esse tipo de pesquisa mostra ao cliente que você se importa com a opinião dele, além de contribuir para a melhora de seus serviços, uma vez que cada um falará sobre suas possíveis insatisfações com a compra. Além disso, também pode servir para reunir depoimentos sobre seu e-commerce.

 

E lembre-se: existe vida após a Black Friday. Invista sempre nos processos de pós venda e no bom atendimento a seu cliente. Quanto melhor for a experiência dele, maior é a chance de fideliza-lo. Para saber mais sobre o mundo do e-commerce nos acompanhe no Blog e nas redes sociais.

Este conteúdo é um guest post oferecido pelo nosso parceiro Vindi – solução para pagamentos online e cobrança recorrente.

Você também pode se interessar