Saber como calcular frete da maneira correta é importante para controlar os custos da operação, evitar o comprometimento da lucratividade e, até mesmo, sofrer prejuízos.

Apesar da sua importância, muitos empreendedores ainda têm dúvidas de como efetuar essa conta.

Pensando nisso, desenvolvemos o conteúdo de hoje explicando mais sobre como calcular o frete e como a sua gestão pode ser otimizada nesse processo. Acompanhe e saiba mais!

Como calcular frete levando em consideração seus diferentes tipos?

Existem diversas formas de fazer esse cálculo, e a decisão de qual será escolhida depende da modalidade. Confira, a seguir, algumas das maneiras mais comuns e saiba como calcular o frete em cada uma delas:

Pela característica da carga

O primeiro ponto a ser levado em consideração na precificação do frete são as características da carga, que podem ser divididas em:

Lotação

Popularmente conhecida como carga fechada, trata-se de uma modalidade em que uma grande quantidade de produtos são enviados simultaneamente. Normalmente, eles ocupam toda a capacidade do caminhão e são direcionados diretamente ao destino da entrega.

Fracionada

Já as cargas fracionadas são constituídas por diferentes pedidos com volumes menores, a fim de realizar entregas para diversos clientes. Elas demandam um melhor planejamento de rota, já que é necessário parar em diferentes locais de entrega.

Responsabilidade pelo frete

Além de saber como calcular frete para o e-commerce, é importante também definir como ele será cobrado. As formas mais comuns são:

Clientes pagam o valor integral

Nesses casos, os clientes são responsáveis pelo pagamento integral do frete. Pode haver a cobrança explícita, em que o valor é calculado e informado na finalização da compra, ou a cobrança implícita, em que o frete é embutido no valor dos produtos.

Frete grátis

Os clientes são isentos do pagamento do frete, que fica a cargo da loja virtual. Essa é uma excelente estratégia para atrair e reter clientes, porém é necessário identificar se a empresa possui condições de arcar com esses custos sem que eles comprometam sua lucratividade.

Uma boa decisão de oferecer frete grátis é disponibilizá-lo apenas para compras acima de determinado valor. Essa estratégia garante que a margem seja suficiente para cobrir os custos da entrega, assegurando, assim, a rentabilidade do negócio.

O frete grátis é uma estratégia para aumentar suas vendas. Se você quer outras dicas para alavancar seu e-commerce, recomendo que faça o download gratuito deste e-book.

Divisão do valor com os clientes

Nesse caso de como calcular o frete o valor é pago parte pelo cliente, parte pela empresa. Ainda que a fatia seja menor, é necessário avaliar se o negócio tem condições de arcar com esses custos (assim como no caso do frete grátis).

Caso seja possível, é uma forma de atrair e reter clientes, oferecendo valores de frete inferiores aos praticados no mercado.

Formas alternadas

Uma decisão muito importante, e que ajuda a garantir uma boa experiência de compra do cliente, é oferecer mais de uma forma de cobrança de frete e deixar que o consumidor decida pelo que julgar melhor.

Por exemplo: é possível oferecer uma entrega mais rápida que, por sua vez, gera uma cobrança de frete maior. Ou uma entrega um pouco mais demorada, por um valor menor ou até mesmo grátis.

Assim, se a intenção do cliente é receber o produto mais rápido, ele está ciente de que precisará pagar mais. Ou, se seu objetivo é economizar, saberá que o produto demorará um pouco mais para chegar.

Tipos de contratação

As formas de como calcular o frete também podem variar de acordo com o volume de terceiros envolvidos nas entregas. Confira as modalidades:

Normal

Ocorre quando a transportadora realiza a entrega por conta própria, coletando as mercadorias na origem e garantindo que elas cheguem ao destino.

Subcontratação

Trata-se de uma modalidade em que a transportadora contrata outra empresa para realizar o transporte.

Redespacho

Parecida com a subcontratação, nessa modalidade duas transportadoras realizam o serviço de entrega, sendo que cada uma percorre determinado trecho do trajeto da mercadoria.

Redespacho intermediário

No redespacho intermediário, 3 ou mais transportadoras são incumbidas de diferentes trechos do transporte da carga, sendo que uma delas é a responsável pelo acordo com o cliente.

Antes de conferir como o cálculo é realizado, confira no próximo item quais são as opções mais comuns de frete disponibilizadas aos consumidores.

Quais as opções mais comuns de frete para e-commerce?

Uma situação muito comum nos e-commerces é o abandono de carrinho, em que as pessoas desistem de suas compras momentos antes de finalizá-las.

Fretes muito caros geralmente motivam esse tipo de ação. Por isso, não é exagero afirmar que o custo de entrega está diretamente ligado à decisão de compra.

Para garantir que os clientes se mantenham satisfeitos com os valores praticados e valorizar as parcerias com transportadoras que agregam bom custo-benefício em seus serviços, a melhor alternativa é oferecer mais de uma opção de frete.

Dessa maneira, você respeita o poder de escolha de seus clientes, que podem decidir se querem modalidades mais rápidas ou baratas.

Confira os principais tipos de fretes e suas características:

Frete econômico

A modalidade de frete econômica é aquela em que a loja oferece o menor valor possível de cobrança para o transporte de suas mercadorias. Dessa maneira, os prazos também ficam maiores.

Frete “normal”

Como o nome indica, trata-se de uma modalidade em que os preços são estabelecidos de acordo com a média utilizada pelo mercado.

No frete “normal”, os prazos são ligeiramente menores do que no frete econômico, mas os preços são um pouco mais caros.

Frete de urgência

Nesse tipo de frete, os clientes recebem os produtos com muito mais agilidade do que nas outras opções. Geralmente, isso é feito no menor tempo possível, especialmente em casos de cargas especiais ou ocasiões comemorativas.

Como é de se imaginar, por conta de sua característica imediatista, a cobrança do serviço se torna significativamente mais cara do que nos casos anteriores.

Same day delivery

O same day delivery, ou entrega no mesmo dia, é aquela em que as pessoas recebem suas mercadorias momentos depois de realizar o pedido.

Trata-se de um serviço diferenciado, que ao mesmo tempo permite cobranças mais caras e também gera mais satisfação entre os consumidores, com o ônus de maior complexidade em sua operação.

Sua prática ainda é rara no Brasil, por conta da extensão do país e suas limitações logísticas. Porém, esse tipo de frete é cada vez mais comum nas grandes capitais e tende a ganhar cada vez mais espaço em outros locais.

Com as principais opções de entregas em mente, no próximo item, confira os melhores passos para compreender como calcular o frete da sua loja virtual!

Como calcular o frete dos correios?

Para que você visualize melhor como calcular o frete do seu e-commerce, vamos dar ênfase ao procedimento adotado pelos Correios, que são a melhor referência para um entendimento mais abrangente sobre o assunto.

Por padrão, a agência não considera apenas o peso dos produtos, mas também o volume que ocupam.

Dessa forma, para considerar a relação do espaço demandado e do peso de cada item, seu cálculo considera o peso cúbico.

Na fórmula, C é o comprimento do pacote (centímetros), L é sua largura e A a altura. Confira:

·         Valor do frete = (CxL) x A / 6.000

O número 6.000 representa a relação ideal entre o peso e o volume do pacote, determinado pela Entidade Internacional das Empresas Aéreas.

Caso os itens tenham soma de largura, altura e comprimento maior que 200 centímetros, os Correios não realizam a entrega. Assim, é necessário buscar uma transportadora. Além disso, produtos com mais de 10kg são cobrados por seu peso bruto.

Para facilitar a vida dos empreendedores, a agência disponibiliza uma ferramenta automática de cálculo em seu site.

Confira os principais meios de como calcular o frete com transportadoras

Frete peso

No geral, esta é a modalidade de como calcular o frete mais comum entre as empresas.

Nesse caso, utiliza-se tabelas de peso (bruto e cubado), além das distâncias a serem percorridas.

O frete peso é cobrado com base no maior valor entre o frete bruto e o frete cubado (que leva em consideração as dimensões do produto), e o ponto de origem e destino da carga.

Com relação à distância, normalmente se utiliza o cálculo de custo por km rodado ou por rota percorrida (realizando o cálculo do rateio para o caso de cargas fracionadas). Essa informação pode e deve ser obtida com o operador logístico responsável pelas entregas.

Frete fixo

Nesse caso, o empreendedor faz uma estimativa do custo médio do frete para cada produto e fixa esse valor. Em muitos casos, esse é multiplicado pela quantidade de produtos que o cliente possui no carrinho.

Exemplo: o valor fixo de frete é estipulado em R$5,00. Se o cliente comprar 2 produtos, logo, o frete a ser pago será de R$10,00.

Valor fixo adicional ao frete

Nesse modelo de cálculo, o valor do frete é cobrado tendo como base o valor do maior frete entre os produtos que estiverem no carrinho.

Posteriormente, aplica-se um valor fixo ao restante dos itens. Nesse caso, cada produto tem um valor diferente e a taxa fixa é estipulada pelo empreendedor.

Por exemplo: se a taxa fixa custa R$3,00 e o cliente colocou 4 itens no carrinho, o frete de cada um deles custa R$2,00, R$5,00, R$, R$7,00 e R$10,00.

Sendo assim, o maior frete custa R$10,00 e a taxa cobrada é R$3,00 x 3 (para cada produto extra). Dessa forma, o frete a ser pago será de R$19,00.

Incidência de taxas e impostos

Vale lembrar que, além do custo bruto do frete, existe a cobrança de algumas taxas e impostos que afetam diretamente o valor total do transporte.

Dentre elas estão o GRIS (taxa de gerenciamento de risco, cobrada para cobrir os custos de medidas de combate ao roubo de cargas), Ad Valorem (cobrada pelas transportadoras para agregar seguro em cargas que não estão asseguradas em trânsito) e o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Quais as melhores maneiras de economizar com o frete?

Como é possível notar, a gestão de frete envolve muitos aspectos importantes que precisam ser observados, a fim de garantir resultados tanto operacionais, quanto financeiros aprimorados.

Confira, a seguir, as melhores dicas de como esse controle pode ser otimizado:

1.   Acompanhe e planeje os gastos

O primeiro passo para otimizar sua logística e poupar gastos com frete é garantir um entendimento preciso sobre seus processos e, a partir dele, planejar algumas ações.

Procure identificar quais são os seus maiores gastos nessa área e quais gargalos podem ser resolvidos com eventuais melhorias ou precauções.

Se você notar, por exemplo, que teve prejuízos porque alguns consumidores resolveram devolver suas mercadorias, é hora de investir mais em logística reversa.

A legislação determina que a troca ou devolução de produtos é de responsabilidade do e-commerce e isso inclui o recolhimento dos clientes.

Portanto, além de estabelecer uma política de trocas, vale planejar a logística reversa e encontrar os meios mais adequados e menos onerosos para realizar essa operação.

Além de conseguir criar um processo estruturado que beneficia a empresa em termos de gastos e controle, isso ainda ajuda a aumentar a satisfação dos clientes, melhorando sua experiência de compra e fidelidade à empresa.

No mesmo sentido, caso sua loja virtual tenha muitas reclamações relacionadas a avarias no transporte, por exemplo, planeje melhores investimentos em embalagens.

O investimento em embalagens adequadas para cada produto e suas particularidades é fundamental para um e-commerce, afinal, são elas que protegem as peças de avarias que podem ocorrer em decorrência do manuseio e transporte.

Por mais que os custos com embalagens reforçadas possam ser um pouco maiores, em curto prazo já é possível observar benefícios como redução de avarias e do índice de reclamações dos clientes. O que impacta diretamente nos custos operacionais e no custo intangível da perda de um cliente em decorrência de um serviço inadequado.

2.   Procure por melhores preços

Procure negociar valores mais acessíveis com seus parceiros e variar suas opções de transportadoras em diferentes regiões de entrega.

Uma boa opção é adicionar diferentes opções de preços em uma mesma cotação, para aumentar o poder de barganha.

3.   Pesquise as transportadoras parceiras

Tão importante quanto ter bons parceiros em diferentes regiões é garantir que eles sejam confiáveis e prestem serviços de excelência.

Por isso, antes de fechar qualquer acordo, procure pesquisar sobre os prazos praticados, condições de pagamento oferecidas, eventuais problemas com outros clientes, padrões dos processos adotados, reputação no mercado, e assim por diante.

4.   Invista em soluções tecnológicas

O investimento em um Gateway  de frete – ferramenta que faz a ligação entre e-commerces e operadores logísticos, facilita o cálculo do valor do frete. Assim, é possível oferecer diversas opções de transporte (que incluem os Correios).

Portanto, é importante que a plataforma de loja virtual do seu e-commerce ofereça esse tipo de serviço.

O cálculo é feito quando o cliente informa o CEP na finalização da compra. Essa informação é utilizada pelo Gateway, considerando as opções que o empreendedor optou por cadastrar.

A decisão da escolha fica por conta do cliente, que pode optar pelo menor preço, menor prazo, ou por uma transportadora de confiança, por exemplo.

5.   Monitore seu desempenho

Acompanhar o desempenho dos serviços prestados e das ações realizadas é fundamental em qualquer negócio.

Por meio da sua solução de gestão, é possível identificar e monitorar os principais indicadores ligados à sua logística.

Em alinhamento aos seus objetivos e metas, procure avaliar questões como a influência do frete sobre o faturamento, seu desempenho por região e produto, gastos com trocas e devoluções, entre outros pontos importantes.

Dessa maneira, você poderá identificar eventuais gargalos e promover melhorias constantes em seus processos, gerando ainda mais satisfação entre os clientes!

Os processos de conquista e fidelização de clientes estão ligados a diferentes fatores que podem influenciar suas jornadas de compras.

Quando os consumidores percebem que uma loja é preocupada com entregas seguras, sem avarias e financeiramente vantajosas, eles tendem a priorizá-la em suas compras.

Quando o seu e-commerce adota boas condutas e oferece mais qualidade na entrega dos produtos, as opções de frete se transformam em apenas um detalhe para os clientes, que se sentirão mais satisfeitos e incentivados a realizar novos negócios!

Quer descobrir como calcular o frete de maneira mais prática e segura? A JN2 oferece a plataforma de vendas que é referência em e-commerce, que disponibiliza a opção de integrar sua ferramenta de cálculo. Descubra agora mesmo como multiplicar os seus resultados com o nosso guia completo sobre o assunto!

JN2

Tenha tudo na melhor plataforma de e-commerce do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *