Em meio aos efeitos gerados pelo coronavírus no Brasil, os donos de negócio sofreram (e ainda sofrem) grandes perdas. Quando falamos de mulheres empreendedoras, esse cenário tenderia a ser mais frustrante, levando em conta os preconceitos ligados à mulher no mercado de trabalho, certo? Errado! 

Na contramão de todo o sistema, as mulheres estão aprendendo a se reinventar nesse período de crise provocada pela pandemia. Fazendo bom proveito de todas as vantagens que o e-commerce proporciona, elas estão inovando bem mais que os homens e, com isso, obtendo resultados incríveis em suas vendas.

Para celebrar o Dia Internacional da Mulher, mostraremos neste texto como o e-commerce está ajudando mulheres empreendedoras a faturar mais, vendendo pela internet. Você vai entender as diversas chances que esse tipo de comércio proporciona, e como as donas de negócio estão usando isso a seu favor. 

Confira!

A força das mulheres brasileiras em tempos de crise

De fato, os últimos 12 meses não foram fáceis para ninguém, ainda mais para as mulheres. Com o dever de ficarmos mais tempo em casa, foi preciso disposição e energia para conciliar tarefas domésticas, educação dos filhos, compras e o próprio trabalho.

Como consequência de toda essa sobrecarga, o mercado mostrou números negativos. Segundo o Sebrae, no terceiro trimestre de 2020, a proporção de mulheres entre os empresários do país caiu quase um ponto percentual, se comparado ao mesmo período de 2019. Isso quer dizer que 1,3 milhão de mulheres perderam seus negócios no Brasil.

Embora os números sejam frustrantes, há um outro ponto e, este sim, bastante positivo. Inclusive, é aqui que o e-commerce mostrou, mais uma vez, o poder que tem de fomentar negócios e trazer vantagens. Isso porque as mulheres que conseguiram manter suas lojas foram mais inovadoras e proativas que os homens, buscando novos produtos e serviços durante a pandemia.

Em números, cerca de 45% de mulheres empreendedoras tomaram essa iniciativa, contra 41% dos homens. Outro ponto de destaque para as donas de negócio é que 76% delas usam a internet para vender, seja por meio das redes sociais, aplicativos ou loja própria; já os homens que usam os meios digitais para comercializar seus produtos, estes representam 67%.

Na realidade, as mulheres perceberam a necessidade que teriam de se digitalizar, já que foram bem impactadas pela pandemia.

Segundo pesquisa realizada pelo Instituto Rede Mulher Empreendedora e Locomotiva, 58% afirmaram que precisavam aprender a usar a internet e aproveitar os seus benefícios.

Como o e-commerce pode ajudar as mulheres empreendedoras

Enxergando as chances que teriam ao iniciar um negócio online, muitas mulheres passaram a vender por meio dos canais digitais. Os resultados mostram que vale a pena investir nesse tipo de comércio, inclusive no lançamento de novos produtos e serviços.

Mas, na prática, como o e-commerce está ajudando essas mulheres? Confira a seguir algumas respostas para essa pergunta!

Gerando mais facilidades para comandar o negócio

Comandar um negócio exige dedicação total, ainda mais para dar conta de todos os processos de gestão que envolvem uma empresa. Somando isso às outras tarefas que precisam ser feitas em casa, como a educação dos filhos, pagar contas, fazer compras etc., torna-se ainda mais importante conseguir um tempo extra.

E é aí que o e-commerce entra como um grande facilitador. Ao ter sua loja em uma plataforma digital, você pode gerir seu negócio de forma muito mais simples e flexível. Inclusive, se preferir, pode até fazer tudo isso sem sair da sua própria casa. 

Além disso, existem empresas que desenvolvem soluções para e-commerce e possuem, em suas plataformas, vários recursos para facilitar a gestão da loja online. Tudo com o máximo de agilidade e eficiência.

Fazendo com que sua empresa seja mais vista

Um negócio, ao se tornar digital, leva consigo a garantia de ser mais visto. Afinal, sabemos que a internet não tem fronteiras, e sua marca pode chegar a um número enorme de clientes.

Por isso, um e-commerce auxilia bastante as donas de negócio, nesse sentido. Além do mais, é possível aproveitar o ambiente digital e compartilhar seus produtos e serviços nas redes sociais, com um link direto para a sua loja virtual.

Exigindo menores investimentos

Em momentos de crise como o que estamos passando, ter à disposição recursos para investir é algo complicado. No entanto, as mulheres podem se beneficiar dos e-commerces, que exigem valores menores para implantação ainda mais se compararmos ao que é necessário para abrir uma loja física. 

Por isso, um e-commerce tem papel crucial em momentos de apertos financeiros, sendo visto como um ótimo custo-benefício, dependendo da plataforma em que você implantar o seu negócio. Para fazer essa escolha de forma correta, procure se informar sobre os tipos existentes no mercado e qual delas, de fato, pode fazer a sua loja vender mais.

Favorecendo parcerias

Outro ponto bastante favorável para você se reinventar por meio do e-commerce, é fazendo parcerias. Isso porque, conforme dito, sua marca será mais vista ao se tornar digital, atraindo, além de novos clientes, possíveis parceiros de negócios.

Com isso, será possível expandir ainda mais sua loja, fazendo com que seus produtos cheguem a novos compradores. Por meio de parcerias, por exemplo, você pode ampliar os canais de divulgação do seu negócio, além de permitir que outras empresas também vendam seus produtos. 

Existem ainda diversas outras formas de parcerias, todas ligadas ao crescimento da sua marca. É preciso ter cuidado, no entanto, na escolha dos parceiros ideais para a sua loja. Saiba optar por empresas que possuem o mesmo público-alvo que você, mas que vendem produtos diferentes. Pode parecer óbvio, mas muitos negócios já caíram nessa armadilha e, quando viram, já era tarde demais.

Permitindo mais vendas

Por fim, um e-commerce pode ajudar, simplesmente, fazendo com que elas vendam mais. Uma loja online permite melhores resultados de vendas, por todos os fatores expostos neste texto e por diversas outras vantagens.

Em tempos onde a inovação precisa fazer parte da vida do empresário, nada melhor do que seguir o exemplo de mulheres empreendedoras, que carregam consigo um DNA inovador, ousado e que viram, no e-commerce, uma ótima maneira de se reinventarem.

Para que uma loja virtual atinja todo o seu potencial e gere os melhores resultados em vendas, é crucial, como citamos, uma plataforma robusta e preparada para o crescimento do seu negócio. A Boost Commerce, nova plataforma da JN2, pode oferecer isso e muito mais para a sua empresa.

Desenvolvida a partir do Magento 2, a tecnologia para e-commerce mais usada no mundo, a Boost dispõe de vários recursos que farão seu negócio funcionar com alto desempenho, escalabilidade e precisão. Fale com um de nossos experts e saiba como podemos ajudar seu negócio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *