fbpx Skip to main content

Saiba como vender em marketplaces integrando a sua loja virtual

Início » Blog » Saiba como vender em marketplaces integrando a sua loja virtual

Para iniciar um negócio no mundo digital, muitos lojistas criam seus e-commerces e elaboram estratégias para começar a operar nesse ambiente. O que boa parte dos empresários não sabe, é que é possível vender em marketplaces fazendo a integração da loja virtual. Você tem ideia das vantagens que isso pode trazer para o seu negócio?

Embora os marketplaces não sejam algo tão novo, o crescimento dessas plataformas é evidente. A cada ano, lojistas de vários segmentos, além de empresas de todos os tamanhos, aderem a esse tipo de negócio. O resultado costuma ser o aumento das vendas e a expansão da marca.

Por isso, neste texto, vamos falar mais sobre o assunto. Você vai saber o que são os marketplaces, como funcionam e como fazer a integração da sua loja virtual a esse modelo de negócio. Além disso, também conhecerá as principais vantagens e os desafios de colocar a sua marca nessas grandes plataformas do mercado.

Boa leitura!

O que são os marketplaces?

Pode até ser que você não saiba o conceito de marketplace, mas é muito provável que, pelo menos, já tenha ouvido falar nesse nome. Se a gente considerar os últimos anos, é uma palavra muito usada, sobretudo no mundo do e-commerce. E justamente por ser muito usada, é crucial que os lojistas entendam o seu conceito e avaliem a expansão de suas marcas para esse meio.

De forma bem prática e didática, podemos dizer que os marketplaces funcionam como shopping centers virtuais. De forma similar a um shopping físico, trata-se de uma estrutura única, mas que comporta muitas lojas e, como consequência, diversos produtos de diferentes segmentos e marcas.

Na comparação usada acima, os marketplaces levam ainda mais vantagens, uma vez que é mais fácil para os clientes encontrar os produtos que precisam. Além disso, outro ganho diz respeito ao pagamento, que pode ser feito todo de uma só vez, inclusive de forma parcelada, com mercadorias de diferentes lojas.

Sem dúvida alguma, é um negócio muito vantajoso, tanto para clientes quanto para lojistas, não é mesmo? Para quem não sabe, os marketplaces ganharam força em todo o mundo por meio da Amazon, dos EUA, que ainda é uma das principais referências com relação ao assunto. 

No Brasil, esse modelo de negócio chegou em 2012, trazido por grandes nomes do e-commerce. Marcas como Magazine Luiza, Mercado Livre, Netshoes, Dafiti, Americanas, Shoptime e Ponto Frio, entre outras, foram e ainda são as grandes responsáveis pela inserção no mercado brasileiro. 

Como funcionam essas plataformas?

Para dar início ao funcionamento da sua loja em um marketplace, são necessários alguns procedimentos. O lojista faz o pedido de registro do seu e-commerce em um ou mais marketplaces, preenchendo um formulário de interesse. Algumas empresas exigem documentos como CNPJ, CNAE, entre outros. No entanto, isso pode variar de acordo com a plataforma escolhida.

Feito isso e dando tudo certo, você faz a seleção de quais produtos serão cadastrados e já pode começar a divulgar e vender. Contudo, existem alguns pontos que exigem uma atenção maior do empresário.

Uma delas diz respeito à comissão que o lojista terá de pagar ao marketplace. Em média, esse valor varia entre 13% e 20% sobre a venda de cada produto. É importante destacar que essa porcentagem tem relação não apenas com os custos de venda, mas também a outros serviços prestados, como análise de fraude, taxas cobradas por operadoras de cartão, geração de mídia online, entre outros.

Portanto, se considerarmos o pagamento dessas taxas de maneira separada, pode ser que valha muito a pena usar esse modelo de negócio para vender seus produtos. Com relação ao perfil da loja e ao cadastro das mercadorias, existem plataformas de e-commerce que possibilitam a integração com marketplaces, o que facilita bastante todo o processo. É o que veremos com mais detalhes no próximo tópico.


Como vender em marketplaces integrando o seu e-commerce ?

Como mencionamos, contar com uma plataforma de e-commerce com integração a marketplaces fará toda a diferença no seu negócio. Isso porque diversos procedimentos que você teria de fazer manualmente, serão todos automatizados, como é o caso do cadastro de produtos.

Além disso, essa integração também tornará fácil vários outros processos de gestão da sua loja virtual, como o recebimento de pedidos e o controle de estoque que serão feitos todos de maneira automática. Assim, o lojista administra tudo de forma eficiente, no próprio ambiente de sua plataforma de e-commerce, e evita erros como a venda duplicada de produtos.

É importante lembrar, no entanto, que sua loja online também precisará ser integrada a um bom sistema ERP, para uma gestão mais otimizada e eficaz, tanto no seu e-commerce quanto no marketplace. Dessa forma, você gerencia com mais qualidade os processos dos seus canais de venda em um só local, automatizando tarefas como gestão do estoque, emissão de notas fiscais e outras rotinas contábeis.

Portanto, vender em marketplaces integrando a sua loja virtual é uma estratégia que se mostra crucial para o negócio. Você só precisa encontrar a plataforma certa para o seu e-commerce, que possibilite todas essas integrações e agilize o trabalho na sua loja.

Quais são os desafios desse modelo de negócio?

Como todo modelo de negócio, os marketplaces também possuem seus desafios, e os lojistas precisam estar cientes disso. Um dos principais é a concorrência que sua loja terá ao iniciar a operação nessas plataformas.

Os marketplaces oferecem uma visibilidade incrível para a sua empresa, mas é preciso entender que, justamente por isso, muitas outras lojas aderem a esse modelo de negócio, deixando a concorrência acirrada. Por isso, é preciso ser criativo e pensar formas de fazer o seu negócio se destacar.

Outro grande desafio para os donos de lojas virtuais é fazer a gestão unificada do estoque, uma vez que a maioria desses empresários já possui um e-commerce exclusivo. Contudo, como falamos no tópico anterior, uma boa plataforma de e-commerce pode ser a solução para esse problema. 

Além disso, o atendimento ao cliente é sempre um desafio para os empresários, ainda mais quando se expande os canais de venda.

Quais as principais vantagens para sua loja vender em marketplaces?

Com relação às vantagens que um negócio tem ao ampliar suas atividades para um marketplace, a principal é a visibilidade. Já pensou na quantidade de consumidores que visitam diariamente os sites de grandes marcas, como Mercado Livre, Magazine Luiza, Ponto Frio, entre outros? 

Portanto, ter a loja nessas grandes plataformas é certeza de expansão da sua marca e maior visibilidade, o que aumenta bem as chances de vendas. Além disso, o seu investimento em marketing tende a ser menor, uma vez que o próprio marketplace já faz uma boa divulgação de sua plataforma, o que, como consequência, atrai mais clientes para a sua loja.

Outra grande vantagem, principalmente para os lojistas que estão começando, é ter a chance de competir com grandes marcas. Isso porque tanto os pequenos quanto os grandes negócios estarão vendendo seus produtos no mesmo ambiente, disputando o mesmo público. Assim, usar a criatividade para elaborar estratégias e investir na qualidade de seus produtos será um grande diferencial nessa concorrência.

Viu só como vender em marketplaces fazendo a integração da sua loja virtual é um ótimo negócio? Migre sua plataforma de e-commerce para a Boost Commerce, novo produto da JN2, e conte com a tecnologia Magento 2 para a integração da sua loja com os melhores marketplaces do mercado.Fale agora mesmo com um expert e saiba mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *