fbpx Skip to main content

Magento 2: tudo o que você precisa saber sobre a plataforma

Início » Blog » Magento 2: tudo o que você precisa saber sobre a plataforma
Carrinho de compras em cima de um notebook - plataforma Magento

Entre os inúmeros tipos de soluções para lojas virtuais disponíveis no mercado, uma em especial chama bastante a atenção dos lojistas: a plataforma Magento. Cada vez mais os donos de e-commerces optam por essa tecnologia para suas lojas online, ganhando com isso mais visibilidade, eficiência nos processos e aumento de vendas.

E não é só no Brasil que o Magento é destaque entre as plataformas de e-commerce. No mundo todo, grandes marcas também utilizam essa tecnologia para comercializar seus produtos, embora o Magento seja indicado para qualquer tamanho ou segmento de empresa.

Se você ainda não conhece essa plataforma, este artigo vai te ajudar bastante. Vamos apresentar tudo o que você precisa saber sobre Magento, incluindo seu conceito, as versões existentes e os módulos nativos da plataforma, além de outros que podem ser integrados.

No final, ainda falaremos sobre como criar sua loja virtual Magento da melhor forma possível, com um ótimo custo-benefício e com inúmeras outras vantagens. Boa leitura!

O que é Magento?

Para quem ainda não conhece, Magento é uma plataforma de e-commerce desenvolvida com a tecnologia open source, ou seja, que possui código aberto. Mas o que isso significa, na prática? 

Isso quer dizer que a plataforma permite o acesso de desenvolvedores e programadores ao código-fonte. Dessa maneira, esses profissionais conseguem criar lojas virtuais de forma flexível, escalável e de acordo com as necessidades e preferências de cada dono de e-commerce.

Atualmente, o Magento é a plataforma para lojas virtuais mais usada no mundo. Não é à toa que um em cada quatro e-commerces existentes no planeta utilizam essa tecnologia. Só para citar alguns exemplos de grandes marcas que trabalham ou já trabalharam com o Magento, temos a Riachuelo, Coca-Cola, Burger King, Canon, HP, Nike, Ford, Samsung, entre diversas outras.

Portanto, é perfeitamente possível compreender por que o Magento é, atualmente, a maior plataforma open source de e-commerce do mundo. As lojas virtuais que utilizam essa tecnologia já saem na frente da concorrência, uma vez que têm à disposição um universo de possibilidades e vantagens.

Quais as versões existentes do Magento?

Para que possamos entender as versões existentes dessa plataforma, precisamos voltar no tempo e conhecer um pouco da sua história. O Magento foi criado em 2008, com o nome de “Magento Community”, sendo esta portanto a primeira versão da plataforma.

Já no início, o Magento chamou a atenção de lojistas e conquistou um importante espaço no mercado, sobretudo por oferecer diversos recursos de personalização. Sem dúvida alguma, essa funcionalidade foi um grande diferencial em um segmento que começava a crescer.

Após algum tempo, as necessidades das empresas diante de um cenário cada vez mais tecnológico, e sedento por mudanças, fizeram com que o Magento evoluísse. Foi então que, em 2015, a segunda versão da plataforma chegou ao mundo: o Magento 2.

A partir daí, são feitas constantes atualizações e melhorias na plataforma, fazendo com que ela se mantenha completa, eficiente e personalizável. É por isso que o Magento se popularizou em todo o mundo, sendo o mais utilizado. Ele oferece muitas vantagens para as lojas virtuais, não importando o tamanho ou o segmento do seu negócio.

Como é desenvolvida a plataforma Magento?

Talvez você esteja se perguntando como, de fato, é desenvolvida a plataforma Magento. De maneira geral, podemos dizer que esse sistema permite a criação de diferentes funcionalidades de acordo com as necessidades de cada e-commerce. Isso porque a sua construção é realizada por meio de módulos independentes, o que facilita todo o processo.

O sistema Magento é escrito em PHP, uma linguagem de código aberto bastante popular entre os desenvolvedores. Por meio dessa linguagem, é possível configurar inúmeros módulos, como gateways de pagamento, ERPs e ferramentas de marketing. Além disso, essa característica contribui bastante para a integração da plataforma com outros softwares e recursos.

Todas essas possibilidades garantem um trabalho customizável, seguindo as especificidades de cada loja virtual e as demandas daquele momento. Graças ao open source, como mencionamos, esse trabalho pode ser feito por qualquer profissional que tenha conhecimentos em programação.

No entanto, o sistema é complexo. Por isso, é fundamental que o lojista conte com profissionais que sejam especialistas nessa área, para garantir que todo o trabalho seja bem feito. Afinal, tantas possibilidades oferecidas pelo Magento precisam ser muito bem exploradas e adaptadas por quem, de fato, pode contribuir para o sucesso do seu e-commerce.

O que são módulos nativos da plataforma? É possível integrar outros?

No tópico anterior, falamos sobre módulos, e talvez você esteja com dúvidas com relação a esse conceito. Os módulos do Magento nada mais são do que recursos presentes na plataforma para que a experiência de compra do cliente se torne mais fácil e agradável.

No Magento, existem alguns módulos nativos da plataforma, ou seja, já fazem parte da versão original do produto. Contudo, é importante poder adicionar outros de acordo com as necessidades e preferências do lojista — e o Magento possibilita essa integração.

Veja alguns exemplos de módulos específicos que podem ser integrados à plataforma Magento:

  • ordenação avançada de categorias;
  • boleto bancário;
  • recuperação de carrinhos abandonados;
  • calcular frete na página do produto;
  • pagamento com cartão de crédito e débito;
  • otimizador de imagens;
  • entre outros.

Portanto, os módulos contribuem para garantir a satisfação do cliente com sua loja virtual e até mesmo aumentar a taxa de conversão do seu negócio. Isso porque o consumidor terá mais facilidades e comodidades para pesquisar o produto em seu site, colocar no carrinho e efetuar o pagamento.

O Magento suporta um grande volume de acessos na loja virtual?

Outra dúvida que certamente passa pela cabeça dos donos de e-commerces é se o Magento suporta um grande volume de acessos no site da loja virtual, sem qualquer adversidade. Essa dúvida é muito pertinente, uma vez que todo lojista objetiva um grande volume de vendas e, como consequência, o crescimento do seu negócio.

A plataforma Magento suporta sim uma grande quantidade de acessos na loja virtual, possibilitando que seu negócio cresça sem qualquer limitação. Isso acontece pelo fato de a sua infraestrutura ser em containers e escalável. Essa arquitetura baseada em containers possibilita que cada loja opere de forma isolada, sem a necessidade de compartilhar recursos de CPU e memória.

Além do mais, o seu e-commerce estará em um ambiente elástico e que ajustará, de forma automática, a quantidade de containers alocados com base nas necessidades de momento dos lojistas. Assim, sua loja pode receber muitos usuários ao mesmo tempo, sem que o site fique fora do ar.

É possível ter uma loja Magento a um preço acessível?

Agora chegamos a um ponto muito esperado pelos comerciantes que pretendem contar com a plataforma Magento em seus negócios. Afinal, é possível ter tanta tecnologia e inúmeros recursos em uma loja virtual a um preço acessível?

A resposta para essa pergunta também é sim. Isso porque existem empresas que desenvolvem suas plataformas de e-commerces, a partir da tecnologia Magento, com um excelente custo-benefício. Na prática, o lojista perceberá que o investimento feito para adquirir a plataforma será baixo, perto das inúmeras vantagens que terá.

Além disso, existem ainda empresas que prezam pelo bom atendimento em todos os processos de desenvolvimento da plataforma. Isso significa que você não estará sozinho em nenhum momento, pois receberá treinamentos específicos para aprender a trabalhar na plataforma, extraindo dela todo o seu potencial.

Você contará, ainda, com o suporte técnico de profissionais especializados em e-commerce. Qualquer necessidade poderá ser solicitada a eles, que estarão sempre a postos para fazer o melhor pelo seu negócio. Você só precisa achar a empresa certa, que reúne preço acessível, atendimento próximo e humanizado e tecnologia de ponta em uma só solução.

O que fazer para criar uma loja virtual Magento?

Se você gostou de tudo o que leu até aqui e já se decidiu por uma plataforma Magento, o próximo passo é criar a sua loja virtual com essa tecnologia. Para isso, como mencionamos ao longo deste texto, o lojista pode optar em desenvolver o seu e-commerce sem o apoio de profissionais especializados, já que o Magento possui código aberto e, portanto, permite essa prática.

No entanto, não é o que recomendamos. Como também pudemos perceber neste artigo, trata-se de um trabalho complexo, que exige conhecimentos avançados em programação e que, portanto, deve ser feito por profissionais qualificados e preparados para esse tipo de demanda.

No mercado, é comum vermos empresários apostando em soluções caseiras, investindo neles mesmos ou em pessoas que não possuem competência para esse trabalho, justamente por serem “mais baratos”. O que esses lojistas não sabem é que isso é um verdadeiro desperdício de tempo e dinheiro, uma vez que, na maioria dos casos, as lojas não são concluídas.

Portanto, o melhor a se fazer é procurar ajuda profissional. No tópico anterior, falamos sobre a existência de empresas que podem criar a sua loja virtual com agilidade, eficiência e de acordo com as particularidades do seu negócio. A JN2 E-commerce Expert é uma dessas empresas, pois conta com toda uma estrutura técnica e profissionais certificados em Magento para fazer o melhor pelo seu projeto de e-commerce.

Por isso, nada de querer fazer você mesmo, certo? Ao entregar o seu projeto nas mãos de profissionais, você pode direcionar esforços e se preocupar com outros pontos cruciais do seu negócio, como o aumento das vendas. Pense nisso!

Conclusão

Para finalizar o nosso artigo sobre a plataforma Magento, queremos apenas destacar que existem diversas plataformas de e-commerce disponíveis no mercado e que, por isso, é preciso cuidado. Muitas empresas oferecem soluções que, em um primeiro momento, podem até parecer melhores. Contudo, em médio e longo prazos, se mostram péssimas escolhas para o seu negócio.

Essa situação acontece principalmente no que diz respeito a valores. Diversas vezes, por estar no início de um projeto, o lojista não possui muitos recursos para serem investidos, optando então por soluções mais baratas. Tome cuidado! No final das contas, esse barato pode sair caro, com você perdendo tudo aquilo que tinha.

Comece a vender de maneira certa e em uma plataforma que, de fato, possa garantir o sucesso do seu e-commerce. Com a plataforma Magento, você não só começa acertando, como também sai na frente da concorrência e ganha destaque num mercado que cresce cada vez mais.

Esperamos que tenha gostado do nosso artigo explicando tudo sobre a plataforma Magento. Como vimos, trata-se de uma solução completa e que pode fazer a diferença a favor do seu negócio.

Ficou alguma dúvida ou precisa saber mais sobre a criação da sua loja virtual Magento? Converse agora mesmo com um de nossos especialistas e saiba como podemos te ajudar nesse processo! Certamente, temos a solução ideal para o seu negócio. Esperamos seu contato e até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *