Termos do e-commerce que você precisa conhecer

atualizado em

termos do e-commerce

Se você acaba de desembarcar no empreendedorismo online, certamente irá se deparar com diversas palavras desconhecidos pela frente. Um importante para ter ruma loja virtual é estar  familiarizado com os termos mais utilizados no meio. Neste post, te ensinaremos os  principais termos do e-commerce que você precisa conhecer e porque eles são tão importantes. Vamos lá?

1.   Loja responsiva

Loja responsiva é quando sua e-commerce tem um formato se adapta a todas as dimensões de dispositivos móveis. Facilitando assim, a compra por tablets e smartphones. Dessa forma, sua loja atenderá tanto a quem compra pelo computador, quanto por outras telas. 

Isso é importante, pois de acordo com o IBGE, 77,1% dos brasileiros têm celular. Além disso, o acesso à internet por dispositivos móveis já é maior do que por computadores. Por isso, você não vai querer criar um bom site apenas para telas grandes e perder as diversas vendas de quem acessa por outros aparelhos, não é verdade?

2.   Otimização de SEO

O SEO (Search Engine Optimization ou Otimização para Mecanismos de Busca) é um dos termos do e-commerce mais utilizados neste meio. Trata-se de um conjunto de estratégias configuradas para que sua e-commerce seja encontrada com o melhor rankeamento (ou posicionamento) nos resultados de busca orgânica.

Com uma página de exibição otimizada com um bom SEO para o seu cliente em potencial, você poderá aumentar a probabilidade de efetivar as vendas e mesmo após o cliente desistir do negócio continuar o lembrando nas buscas posteriores do interessado no Google.

3.   Customização

Quando se pensa em customização, normalmente se pensa em algo artesanal e feito sob medida para alguém. E é esse justamente o conceito no caso da loja virtual, uma plataforma customizada para atender a todas necessidades dos clientes .

Garanta que sua loja virtual atenda a sua estratégia e seja desenvolvido com várias possibilidades de integrações e funcionalidades para atender aos diversos formatos de vendas e variações dentro da sua empresa.

4.   Inbound

Um dos principais desafios da loja online é atrair novos clientes constantemente. São diversos obstáculos que aumentam nessa dificuldade, como por exemplo, a concorrência ou a falta de conhecimento do consumidor da marca.

E, para driblar esses desafios, o Inbound Marketing é uma metodologia na qual o objetivo é que seja o cliente a procurar a empresa, a partir do interesse despertado com algumas ofertas e materiais gratuitos.

5.   Escalabilidade

Existem no mercado soluções que parecem um bom negócio no início, mas que te deixam na mão quando sua loja começa a crescer. Resultado: você tem que migrar sua loja para outra solução ou mesmo começar tudo novamente do zero.

Não caia nessa armadilha, contrate uma loja virtual escalável. Ou seja, não importa o quanto a sua loja cresce, a plataforma está preparada para mantê-la funcionando perfeitamente.

6.   Back-end

O back-end é a programação fundamental do seu site, sem a qual a plataforma e a loja virtual não existiriam. Envolve a criação de códigos que proporcionam a funcionalidade e a performance do sistema como um todo.

O suporte técnico contínuo da plataforma onde sua loja está hospedada garante o funcionamento impecável do seu e-commerce, mantendo-o sempre atualizado com todos os patches de segurança disponíveis e garantindo a tranquilidade necessária para você trabalhar.

7.   Taxa de Conversão

A taxa de conversão na loja virtual é basicamente consequência do retorno sobre o investimento (ROI) que sua empresa obteve no período de análise.

E para começar essa mensuração é indispensável ter uma ferramenta como o Google Analytics devidamente instalada e configurada para que seja possível analisar o seu tráfego de acesso em comparação ao número de vendas no site.

8.   Flexibilidade

Quando você tem uma plataforma de e-commerce, é possível se beneficiar da flexibilidade de ter os pedidos recebidos pela sua loja em qualquer lugar e a qualquer hora!

As lojas virtuais desenvolvidas pela JN2 possuem uma área administrativa com interface simples e intuitiva, e diferencias que podem se adaptar de acordo com os interesses e estratégias pensadas pelo seu negócio.

9.   Código de rastreamento

Após o cliente realizar a compra, você enviará o pedido, seja através dos Correios ou de uma transportadora, não é mesmo? Para que o comprador possa acompanhar o processo e saber onde está o produto, é necessário encaminhar o código de rastreio da entrega.

Tenha uma plataforma com um campo específico para essa finalidade, em que sua empresa poderá atualizar todos os códigos rapidamente sem problemas os trabalhos manuais.

10. SaaS

SaaS é uma sigla em inglês para Software as a Service, que significa software como um serviço. É um programa que não é instalado e que é usado como um serviço através da conexão com a Internet, como por exemplo a Netflix ou Spotify. Ou seja, são aplicações online que podem ser usadas no computador, tablet ou celular, de maneira simples e remota.

Disponibilizar um produto no formato SaaS é uma maneira de distribuir seu conteúdo ou solução tecnológica de uma forma mais acessível e segura. A empresa que disponibiliza o SaaS é responsável por toda a gestão da plataforma. Ela é quem vai se preocupar em garantir a segurança, melhor funcionamento dos dados e alta disponibilidade da ferramenta.

Agora que você já sabe estes termos do e-commerce, nos acompanhe nas redes sociais para entender cada vez mais sobre este tipo de negócio. Até a próxima. 

Você também pode se interessar