Tudo sobre e-commerce para saúde e bem-estar

atualizado em

ecommerce bem estar

O e-commerce para saúde e bem-estar tornou-se, em volume de pedidos, campeão dos segmentos entre as lojas on-line. Essa é uma informação do relatório Webshoppers Edição 38 — o mais completo levantamento sobre o mercado de e-commerce.

No primeiro semestre de 2018, a categoria de saúde e bem-estar foi responsável por 15% do volume de pedidos on-line feitos no Brasil. Trata-se de um crescimento de 33% em relação ao mesmo período no ano anterior.

Se você ainda tem dúvida sobre qual nicho ou segmento deve empreender no comércio eletrônico, continue a leitura e conheça melhor o mercado, as vantagens, os custos e as estratégias de e-commerce para bem-estar e saúde.

O mercado de e-commerce para saúde e bem-estar

Os números do mercado de e-commerce para saúde e bem-estar são animadores. Em resumo, esse é o cenário encontrado no momento:

  • segmento líder no comércio eletrônico brasileiro;
  • responsável por 15% do volume de pedidos no primeiro semestre em nosso país;
  • aumento de 33% em relação ao ano anterior (mesmo período);
  • crescimento de 45% na receita;
  • 6º maior segmento em volume financeiro.

O crescimento desse segmento é reflexo do encontro de duas macrotendências identificadas por um levantamento feito pela Google. Do fim dos anos 1990 para cá, parte de nossa sociedade vem experimentando a era da intensidade.

Essas pessoas se interessam por tudo que é classificado como super, mega, ultra ou hiper. No entanto, a máxima “tudo que é demais, faz mal” entrou em conflito com esses excessos e impulsionou o interesse pelo que é natural e ligado à saúde e bem-estar.

A mudança de comportamento está associada a fatores como a busca por qualidade de vida — o que gera aumento na demanda por produtos e serviços.

Ao mesmo tempo, as pessoas utilizam a tecnologia como forma de obter o que necessita. Vem daí a oportunidade do e-commerce para bem-estar e saúde.

O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) indica que o segmento de saúde e bem-estar representa, em média, 7% do Produto Interno Bruto (PIB) de nosso país. Trata-se de uma movimentação anual de R$ 300 bilhões.

Uma pesquisa Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que, de 1940 até 2019, a longevidade da população brasileira aumentou em 31 anos. Existem mais de 24 mil centenários vivendo entre nós.

Paralelamente aos dados apresentados neste artigo, estamos diante de gerações que se preocupam mais com a própria saúde e bem-estar.

Se você está planejando criar sua própria loja virtual e não sabe por onde começar, sugiro que baixe grátis o nosso Checklist para te ajudar:

As vantagens de ter um e-commerce para bem-estar e saúde

Preocupação com a estética

Uma pesquisa de mercado do Sebrae de São Paulo mostra que a estimativa de crescimento do setor de salões de beleza e clínicas de estética para 2019 é de 10%. No entanto, parte da manutenção dos cuidados com pele, cabelo e corpo é feita em casa.

O e-commerce para saúde e bem-estar pode suprir parte dessa demanda, oferecendo produtos como shampoos, condicionadores, reparadores de ponta, cremes hidratantes, equipamentos e outros itens que ajudam no autocuidado.

Alta frequência de compra

Outra vantagem do e-commerce para bem-estar e saúde é a alta frequência de compra dos produtos. Por serem necessários, produtos como creme dental, sabonete e até remédios são comprados frequentemente.

Baseado nessa necessidade, sua loja on-line pode oferecer um plano de assinatura recorrente para a compra dos produtos preferidos de cada consumidor. Mensalmente o valor é cobrado em um cartão de crédito e ele recebe em casa esses itens.

Uso contínuo de produtos e serviços

A alta frequência de compra se dá exatamente pelo uso contínuo de produtos e serviços no segmento de saúde e bem-estar. A maioria da população não deixa de cortar cabelo, cuidar do próprio corpo e escolher itens que são compatíveis com seus respectivos estilos de vida.

Baixo custo de envio de certos produtos

A maioria dos produtos do segmento de saúde e bem-estar possui um baixo custo de envio, pois são itens pequenos e mais fáceis de serem transportados. Além disso, existe o fator  da complementaridade.

Dificilmente o consumidor compra somente um produto nessa categoria. Ele busca por outros que possam oferecer uma experiência completa.

Somente para barba, um dos nichos em crescimento, você pode encontrar shampoo, condicionador, creme de barbear, pós-barba, balm, cera, óleo hidratante, blend para crescimento, modelador, pente de madeira, cera e outros produtos.

Os principais custos do e-commerce para saúde e bem-estar

O custo de um e-commerce para bem-estar e saúde é variável. Não existe uma resposta sem que sejam analisados pontos como nicho, variedade de produtos, logística, plataforma e outros. O fato é que montar um e-commerce custa menos que uma loja física.

A seguir, os principais custos que devem ser considerados:

  • estruturação da plataforma de e-commerce e outros recursos de TI;
  • divulgação e marketing da loja on-line;
  • operacionais.

Outro ponto importante refere-se ao treinamento de sua equipe para que todos saibam como acompanhar a evolução do mercado digital. Novidades surgem a todo instante e é fundamental manter seus profissionais sempre atualizados.

As estratégias que turbinam as vendas on-line nesse mercado

Nicho

A primeira estratégia deve ser adotada na fase de planejamento do seu e-commerce para saúde e bem-estar. Para ter um negócio mais competitivo, escolha um nicho. Uma boa pesquisa pode revelar um público carente de produtos e serviços e que pode ser atendido por sua loja on-line.

Marketing

Outra estratégia que merece atenção é o marketing de seu e-commerce. Conheça profundamente seu público para entender quais redes sociais usam e a melhor forma de se comunicar com eles. Sua marca precisa estar presente no dia-a-dia dessas pessoas!

Marketplace

Ao invés de competir com os grandes, que tal juntar-se a eles? Escolha uma plataforma de e-commerce que permita a integração do seu portfólio de produtos aos marketplaces — grandes shopping centers virtuais encabeçados pelos maiores players do mercado.

Por meio de um marketplace, você economiza com marketing e divulgação, além de garantir a presença dos seus produtos em sites que têm milhares (até milhões) de acessos todos os dias.

Ter um e-commerce para bem-estar e saúde é uma oportunidade de entrar para um segmento que se encontra em franca expansão. O brasileiro busca por soluções que ofereçam qualidade de vida e seu negócio pode oferecê-las.

Para que você obtenha o máximo de sucesso em sua jornada nesse segmento, é necessário escolher uma excelente plataforma de e-commerce. Conheça todos os recursos que a plataforma Magento da JN2 tem para seu negócio!

Você também pode se interessar